← Voltar à lista de notícias

18 de Março de 2016
por Ovidio Gonzalez, de Bogotá Categoria: Política | País: Colômbia

 
 
Por Ovidio Gonzalez
 
Centrais sindicais e organizações estudantis protestaram nesta quinta-feira (17), em Bogotá, na Colômbia, contra a política de aumento dos salários mínimos, a venda da empresa de energia Isagen, o anúncio da reforma tributária e a liquidação da Caprecom (empresa que presta serviços de saúde à população). Os manifestantes também pediam acesso de vendedores ambulantes ao espaço público. 
 
Cerca de 15 mil pessoas participaram do ato, que teve a maior concentração no centro de Bogotá. Na Plaza de Bolívar, houve enfrentamento entre grupos que faziam parte do ato e o ESMAD, que é a tropa de choque da polícia colombiana. Depois de muita provocação, a marcha terminou em confronto, com o uso de gases e explosivos para dispersar os manifestantes. 
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez 
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez 
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
Foto: Ovidio Gonzalez
 
 
 
 
 
 

Tópicos

colombiaparonacionalbogota

Discussão

Copyright - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Gustavo Francisco Acesse meu Twitter Acesse meu Facebook

YouTube Instagram Twitter Google + Facebook